Cinco passos para a carreira de consultor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cinco passos para a carreira de consultor

Mensagem  André em Sex Ago 07, 2009 12:00 am

Sabemos que é necessário encontrar alternativas para um mercado cada vez mais voltado para serviços e ao mesmo tempo cada vez menos disposto a empregar. Você, como executivo, quantas vezes pensou na necessidade de contratar um consultor para ajudá-lo em determinado problema? Ou, quem sabe, efetivamente chegou a contratar um consultor?

Agora pode ter chegado a sua vez. Você que atingiu mais de 45 anos, alcançou o topo da carreira como executivo, mas quer novos desafios, quer mudar de vida para obter mais sucesso ou mais dinheiro, pense em se tornar um consultor. Muitas organizações estão precisando da sua experiência e do seu conhecimento. Veja que tipo de situações podem requerer o auxílio de um consultor:

O mercado em que a empresa atua sofreu alterações significativas e seus executivos precisam de ajuda externa para interpretá-las.
A empresa quer se preparar para novos saltos e deseja ter um planejamento de caminhos possíveis.
Os acionistas têm projetos de expansão, diversificação, introdução de novas tecnologias, novos métodos de produção, mas não contam com pessoal capaz de desencadeá-las.

O processo sucessório e de profissionalização da empresa familiar se complicou.
Há uma forte divisão na alta gerência sobre o próximo passo estratégico.
A equipe de vendas está desmotivada e o perfil de liderança da área é fraco.
Muitas empresas hoje, embora não apresentem problemas, mantém serviços de consultoria para avaliação regular de desempenho e administração de vantagens competitivas. Essas são as empresas inteligentes, porque antecipam problemas em vez de reagir a crises, e também, com essa visão, conseguem informações para criar novos mercados.

Mas como saber se você tem talento para se tornar um consultor? Claro que existem testes específicos para identificar potencialidades, mas por medida de concisão apontamos, neste artigo, cinco etapas sobre as quais você pode refletir, caso pretenda enveredar pelo caminho da consultoria.

1) VISÃO GENERALISTA, AÇÃO ESPECIALISTA
O que se espera de um consultor é que seja altamente especializado, um verdadeiro "guru" no assunto sobre o qual se decida prestar consultoria. Além disso, precisa mostrar qualidades únicas, exclusivas. Ele tem que se tornar conhecido como único no mercado.

Ao mesmo tempo, o consultor precisa ter uma visão generalista de gerenciamento, para poder contextualizar problemas e entendê-los de maneira ampla: deve conhecer bem o mercado, os clientes, os concorrentes, sistemas de administração, equipamentos, processos.

O consultor acaba se tornando, para as empresas, um pouco psiquiatra ou confessor, porque a empresa é como uma pessoa, em muitos aspectos. Quando uma pessoa tem febre ou sente dores, possivelmente está apresentando sintomas de uma disfunção; quando uma empresa tem clima organizacional ruim, está perdida em burocracia, produz mal e vende pouco, com certeza estará também apresentando sintomas de um mau funcionamento que deve ser atacada na causa, e não no sintoma. Este será o papel do consultor: compreender o conjunto para poder fazer o diagnóstico e conhecer as especialidades para poder propor o prognóstico.

2) ESTUDO DO MERCADO
Se você concluiu que realmente é à consultoria que quer se dedicar, tem que fazer um primeiro trabalho: identificar nichos de mercado que precisem de alguém exatamente com o seu perfil.
Não se esqueça de que a carreira de consultor exige 30% de técnica e 70% de estratégia, porque o consultor não vê somente o problema isoladamente, mas todas as suas ramificações e envolvimentos. Para isso, além do conhecimento e da experiência, precisa de informação, precisa estar atualizado, precisa saber do que acontece ao seu redor.

Nesta fase, o que você necessita é encontrar o cliente. O primeiro lugar que você pode pesquisar é a própria empresa na qual você está empregado atualmente ou que deixou recentemente.

3) ABRIR UMA EMPRESA
Os especialistas em consultoria recomendam que pode ser mais eficaz, do ponto de vista de marketing, que você não trabalhe sozinho, porque isto aproximará a sua imagem de um prestador de serviços autônomo. É uma questão mais de estratégia propriamente que de conceito, mas para efeito de comparação, reflita sobre a tabela a seguir:
Para abertura de empresa, um contador dará todas as informações e ajudará na papelada.
Ou é possível consultar entidades especializadas como o SEBRAE.

5) ENTENDER O NEGÓCIO
O candidato a consultar, mesmo que seja um especialista no que faz, precisa aprender algumas coisas:
Apresentar o serviço como o seu produto
Formatar o preço, identificando quanto o mercado paga por esse tipo de serviço, quanto é necessário cobrar para que você seja justa e adequadamente remunerado
Diferenciar o serviço de modo que ele seja único e exclusivo da sua consultoria
Em resumo, você precisa aprender – claro, se não souber ainda – a gestão propriamente do negócio, calculando fluxo de despesas e receitas, controlar homens/hora etc.

6) A ESTRATÉGIA DE MARKETING
Como já foi dito aqui mesmo, em outra ocasião, é importante o que você sabe, mas importa mais quem sabe o que você sabe.
Você precisa, para ser consultor, ser bom no que faz. Mas precisa também ser reconhecido como um profissional bom no que faz.
Tudo pronto? Então prepare-se para vivenciar, como consultor, experiências extremamente enriquecedoras. Depois de cada problema solucionado para uma empresa, nem você nem ela serão mais os mesmos.

FONTE ADMINISTRADORES

André
Veterano
Veterano

Mensagens : 141
Data de inscrição : 04/11/2008
Idade : 33

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum